Como Fazer uma Viagem para Paris Grátis – Visite a França sem Meter a Mão No Bolso

viajar de graça para Paris

Esse é o tipo de coisa que o sujeito gostaria de ter aprendido antes: viagem para Paris grátis.

Para conseguir uma passagem grátis para Paris, ou para qualquer outro lugar que tenha um aeroporto, a melhor, mais prática e mais simples maneira é adquirir um cartão de crédito vinculado a um programa de fidelidade.

Os programas de fidelidade de empresas aéreas mais conhecidos no Brasil são o da TAM e o Smiles, da Gol. Os dois têm parcerias com empresas aéreas de outras nacionalidades, o que permite que você viaje para todos os continentes usando suas milhas.

Como Funciona a Viagem para Paris Grátis

Eu recomendo que você adquira um cartão que dê o máximo de milhas por dólar gasto. Claro que eu gasto em reais, mas na hora de converter em milhas, os valores são transformados em dólar automaticamente de acordo com a cotação da ocasião.

Alguns cartões fornecem apenas 0,75 milhas por dólar gasto. Isso é muito pouco. Vai demorar muito para acumular milhas suficientes para ir e voltar da Europa.

No programa de fidelidade que usei, para ir e voltar precisei de 70 mil milhas (as milhas não equivalem à distância real do trajeto; são só uma outra forma de chamar os pontos acumulados).

Para conseguir um cartão como o meu, que paga duas milhas por dólar gasto, talvez você precise comprovar uma renda superior a R$ 6 mil reais, dependendo do banco e da bandeira do cartão. Alguns bancos, no entanto, estão só interessados em que você pague a anuidade e possivelmente nem peçam comprovação de renda.

A anuidade de meu cartão é alta – pouco mais de R$ 300 -, considerando que alguns cartões de crédito nem têm anuidade, mas valeu a pena. Já de início, ganhei 10 mil milhas acumuladas e 3 mil milhas na renovação.

Faça as contas: as passagens, ida e volta, sairiam por R$ 2500 (se eu tivesse sorte). Eu paguei apenas R$ 300 da anuidade do cartão.

A partir daí, com o cartão na mão, é fazer qualquer despesa possível, no cartão de crédito: de comprar pão a pagar as contas.

Cuidado! Nada é realmente gratuito!

Como você deve ter visto, a passagem para Paris não saiu realmente grátis. Como dizia aquele escritor: “Não há almoço grátis!”

Por exemplo, tive que pagar a anuidade do cartão. Isto é: só adquira um cartão desses se sua intenção realmente for viajar. Se estiver com o pé atrás, não faça isso.

Além disso o cartão de crédito também requer outros cuidados sem os quais você irá se mter em encrencas financeiras:

  • Pague a fatura sempre em dia
  • Pague a fatura sempre integralmente
  • Não gaste no cartão mais do que você gastaria sem ele
  • Lembre-se: o limite de crédito não é um dinheiro seu; trate-o como um empréstimo. Se você pagar em dia e integralmente não sofrerá com os terríveis juros

Se você for pego pela armadilha que um cartão de crédito pode ser, sua viagem para Paris será inviabilizada.

Sério: não caia na armadilha dos juros.

Redução de custos na Viagem para Paris

Eu adotei diversas estratégias para reduzir meus custos na viagem para Paris.

O blog, inclusive, é uma estratégia para rentabilizar essas experiências, indiretamente. No fim, minha intenção de fato é ajudar qualquer um que decida viajar para Paris.

Veja alguma outras dicas de quem já visitou está a bela cidade.

Recomendados para você: