Série Haven: Será que merece a visita?

série haven cidade EUA visitar

Em uma pequena cidade na costa do estado dos Estados Unidos, eventos sem explicação racional começam a ocorrer e aterrorizar os moradores.

Falando assim, parece até sinopse de filme de terror ou uma daquelas ficções científicas bem malucas, mas não é.

É a ideia – bem simplificada – do que é Haven, o seriado que se passa na pequena cidade de mesmo nome, no estado americano do Maine.

A história começa quando a agente do FBI Audrey Parker (Emily Rose), chega ao vilarejo investigando o assassinato de um ex-preso.

Com a ajuda do oficial e filho do chefe de polícia, Nathan Wuornos (Lucas Bryant), Audrey percebe que a pequena cidade tem muito o que esconder, e que partes desses segredos podem ter algo a ver com o seu passado, sobre o qual pouco sabe.

Ela passa a contar também com a ajuda de Duke Crocker (Eric Balfour), “amigo” de infância de Nathan, que vira seu contato com o mundo dos infratores da lei.

Baseada na obra de Stephen King “The Colorado Kid” – só de leve, pois a história de terror de King serve apenas como contexto, plano de fundo – a série aborda o sobrenatural, mas de um modo bem ameno.

Não existem monstros nem seres do além. No seriado, a dose de fantástico são os ‘troubles’ – aflições sobre-humanas que afetaram alguns dos moradores alguns anos antes, e voltam com força total.

Um pai de família consegue fazer com que o mesmo dia se repita, uma garota que faz com que seus desenhos ganhem vida e um homem que provoca combustão espontânea, entre tantos outros. Todo o vilarejo sofre as consequências, exceto por Audrey, que por alguma razão, é imune.

Escrita e produzida por Sam Ernst e Jim Dunn (ambos de The Dead Zone), Haven não é um prime da ficção científica.

A série peca no ritmo lento, e algumas vezes o enredo ganha soluções um tanto mirabolantes.

Em certos momentos, as tramas que tem potencial para dar muito certo acabam se esgotando em um só episódio e somem, como se nada tivesse acontecido.

Não é absolutamente fantástica, mas também não se encaixa na coluna de séries ruins – fica presa em um limbo, morna, com alguns episódios de destaque.

O mistério do episódio pode ser bem previsível, outras vezes bem maluco, em outras até divertido.

Nada é muito elaborado, apenas o suficiente para ser intrigante.

Além disso – como não pode faltar em uma série de TV que se preze -, Haven traz a possibilidade de imaginar um triângulo amoroso, colocando o telespectador em uma constante dúvida sobre com quem a protagonista, Audrey, deve ficar: com o bom moço, Nathan, ou o malandro, Duke?

Exibida pelo canal Syfy, o seriado lançou a sua primeira temporada em 2010 – com 13 episódios – e já caminha para a sua 3ª temporada, prevista para estrear em setembro deste ano.

Assista abaixo ao trailer da 1ª temporada, em inglês:

E aí, vai assistir a série?

Comenta aí o que você achou desta viagem.

Abraço!

Recomendados para você: