Novas Regras para Bagagem em Voos Nacionais e Internacionais

As regras para uso de bagagens pode mudar em breve.

A diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) sugeriu mudanças que são benéficas aos viajantes, como a ajuda de custo de R$301 caso a bagagem seja extraviada e o passageiro esteja foram do seu domicilio.
A companhia aérea também terá que ser mais rápida para encontrar a bagagem: atualmente, o período é de 30 dias;

As novas regras diminuem o prazo para 7 dias e outras 2 semanas para o pagamento de indenização, caso não a encontre.

A sugestão poderá virar regra já nos próximos meses

Somente após período de sugestões e analise das sugestões de mudança é que o texto final será validado e começará o prazo de 3 meses para as empresas aéreas adaptarem as mudanças aos voos nacionais e internacionais.

Segundo a “Folha”, outra mudança seria feita, porém a agência recuou: a redução de 32 kg para 23 kg o limite de transporte gratuito da bagagem.

Apesar de impopular, a mudança previa uma adaptação aos moldes internacionais, já que o padrão mundial é que cada passagem aérea internacional permite.

A Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) está a favor de algumas medidas e contra outras.

De acordo com Ronaldo Jenkins, diretor técnico da associação, é possível encontrar a bagagem perdida em até 7 dias e que o valor da indenização não é preocupante.

Uma audiência publica será feita em Brasilia, 4 dias antes do limite para sugestões de mudanças nas regras propostas.